Conhecendo a escola nova.

 

Hoje foi dia de acordar de madrugada  cedo para levar a pequena para conhecer a professora, a escola, o parquinho e alguns amigos.

Para a minha grata surpresa, ou não, a maioria dos colegas da Maria Clara são ingressantes, tudo bebê de primeira vez. Leia-se adaptação com a sala toda, tudo duma vez, criança chorando, professora perdida e mãe louca, socorro! Ou não. Afinal, toda regra tem sua exceção, né?

Bom, mas vamos às primeiras impressões:
Chegamos por lá e tinha balões de boas vindas e o pessoal direcionando os pais para a reuniao com a diretora, que é uma fofa.Achei a escola grande, limpa, cadeiras e mesas adaptadas, quantidade razoável de monitoras (apesar de ser muuita criança eu achei a quantidade boa, comparada a muita escola por ai), tem vários parquinhos – dois externos e um interno que acredito que seja para os bebês menores, sei lá, esqueci de perguntar) CLARO que Maria Clara cagou pro que a diretora falou e depois na reunião com a professora, ela gostou mesmo foi de brincar, deixei ela explorar bem o lugar tanto a sala dela quanto o resto da escola, sem repreender muito ou exigir que ela ficasse quieta, acho importante que ela se sinta a vontade afinal aquele ambiente vai fazer parte do dia-dia dela e se ela se sentir confortável vai ser super importante pro período de adaptação.

Eles fizeram uma “entrevista” com os pais pra conhecer mais as crianças, perguntaram desde o comportamento da criança em casa, passeios preferidos, manias e a maneira que os pais têm de repreender quando o filho desobedece.

Achei a professora bem simpática e transparente, sem muito #mimimi e parece bem experiente, confiável.

Hoje não ficamos por lá, era só a reunião mesmo pra nos conhecermos e saber as normas da escola e tal, amanhã a Maria Clara começa com força total, já arrumamos a bolsa, colocamos nome nas roupas, separamos tudo que ela vai precisar para os primeiros dias.

Com relação às fraldas a professora falou que geralmente  a escola começa a estimular o desfralde no segundo semestre para iniciar todos juntos, já que tem bebe com diferença de 6,7 meses, disseram que vão avisar quando pretendem começar o processo lá e pediram para os pais acompanharem, achei legal, assim não fica confuso para os bebês.

O que eu não gostei:

O período de adaptação não é como eu estudei imaginava, é um período meio apertado e com umas exigências estranhas, mas vou ver primeiro como as coisas vão caminhar…

Na semana do carnaval não terá aula, ou seja, uma semana adaptando a criança pra depois ficar dois finais de semana sem aula e uma semana inteira em casa. Achei meio adaptação fail, mas sei lá, vai que MC surpreenda positivamente a mamãe bundona aqui, certo? rs

Ah, outra coisa que fiquei incomodada é que não tem berço para os bebês dormirem (ok. Não adianta dizer que minha filha não é mais bebe, mas cada um tem uma mania, a minha dorme em berço. Não dorme em colo, mas em berço. Então não me julguem;D ), não pode levar travesseiro nem edredom de berço pra cobrir.

Acho que por enquanto é só o que eu achei meio chato com relação à escola.

Amanhã eu volto pra contar como foi a permanência da delicinha sem a mamãe aqui.

Quem sabe eu apareça antes e peça um abraço virtual. :S

Beijos

 

 

estou me sentindo assim coruja , boba, babona e  meio  tonta.

estou me sentindo assim coruja , boba, babona e meio tonta.

 

Anúncios