Feriado prolongado e altas aventuras.

Já faz um tempo que não escrevo. Bom, apesar de não termos emendado a sexta e a segunda-feira, foi um baita feriadão.

Tive a impressão de ter passado por uns 3 domingos: na quinta, domingo e na terça, ou seja, hoje pra mim é segunda-feira. Oh céus nem eu to entendendo mais!

Enfim, confusões “datísticas” a parte, vamos ao resumão do feriadão:

Como eu já tinha dito NESSE POST, passei por um feriado bem intenso no dia da proclamação, certo?

Mesmo com todo o stress do dia anterior eu resolvi levar a pequena nessa pracinha de novo, não tinha ninguém lá no play só uns caras correndo e pra minha surpresa e vergonha quando os moçoilos passam pela pracinha a MC sai correndo atrás gritando: ‘papai papai’ para um completo estranho.

Gente, quando alguém te avisar que filho faz passar vergonha ACREDITE! Eles fazem mesmo, o rapaz simpático ainda por cima passou de novo ali e brincou com ela, me senti “A mãe que vai pra pracinha procurar um papai pra filhinha dela”. Exagero?

Vergonhas a parte, chegou o final de semana e com ele a bagunça de um bebe e um marido que solta bem de manhã a seguinte frase: – A bagunça não vai fugir, vamos deixar tudo assim!(jogando a colcha por cima de roupa suja, travesseiro pro lado e pijama embolado pra outro). Como se não bastasse falar isso na frente da pequena os dois foram ate o quarto dela pegaram o lego, boneca, bichinho de pelúcia, baú e trouxeram para o MEIO da sala e espalharam tudo , com direito a : – êêêê incá!(brincar). Gente, minha sala não é grande, pense em uma pessoa tendo que literalmente pular pra poder andar, esse era o estado da minha sala.

Não me importo tanto com a bagunça em si, o que eu não suporto é sujeira e louça na pia pra lavar…Levei na esportiva ate quando a Lála começou a ficar estressada com tanta bagunça também, nem ela sabia com o que brincar, era controle de vídeo game, lego,boneca, cadeira de papá, tudo misturado, não tem quem aguente , né?

Enfim, pedi pro marido cuidar da pequena e fui resolver uma coisa, quando volto me deparo com minha filha pintada, borrada e melecada com meu batom novo.

Surto agora ou daqui a 5 minutos? MC com toda sua inocência nos olha e diz: – Tom(batom), que linda! Tem como brigar com um ser gostoso desses? Respondo:  NÃO…

Bom, o feriado foi longo, cansativo e proveitoso também: fomos tirar sangue da pequena para uns exames que o pediatra pediu, tentamos fazer o de urina, mas não rolou (quem tem bebê sabe o quanto é CHATO fazer exame de urina em bebes , principalmente em meninas), minha mãe veio pra Campinas e fomos passear sozinhas enquanto MC ficou o dia todo com o papai, pedi pra minha avó cozinhar feijão pra nós ( porque o meu é uma negação) e eu trouxe um montão de feijão de vó pra casa, eu e marido tomamos sorvete e um monte de ‘porcarias’ com a pequena, ela está feliz e isso é o que importa!

Cansei, chorei, dei muita risada, Maria Clara aprendeu palavras novas, cores e a trazer a boneca Antonieta ou a Galinha pintadinha pra brincar de ciranda com a gente, comeu acerola do vizinho com o papai, tentei montar a arvore de natal com ela e com o marido mas a tentativa foi muito fail com direito a MC pegando as bolas da arvore colocando na boca e saindo correndo, marido pegando um enfeite qualquer e enfiando na arvore de qualquer jeito e eu ali, toda empolgada tentando resgatar o espírito natalino. Deixa pro ano que vem, né?

Aqui aconteceu tanta coisa que não consigo nem lembrar e também, se for contar tudo ninguém termina de ler!

É isso, e por ai?

Como estão os preparativos de natal? Como foi o feriado?

O resultado da make dela!

Nossa arvorezinha e as luzinhas verdes

Anúncios