Hoje é domingo pé de cachimbo.

E não me venham com chorumelas de que a letra da musica é “pede cachimbo” porque acaba com a minha fantasia infantil #mimimi.

Enfim, domingo é dia de passear, ser feliz, correr no parque e todas essas coisas de comercial de margarina, porque, claro todos temos uma vida linda e perfeita. Aham.

Com a Maria Clara pititica, sair era quase monótono sempre para os mesmos lugares, nada de diferente pra ela e para nós. Eu pensava “como pode uma cidade como Campinas não ter estrutura pra criança menor de um ano que não seja Shopping?”.

Sim, aqui temos varias opções de parques e bosques. Mas e em dias de chuva?

Foi nas minhas andanças cibernéticas que descobri o SESC. Quer dizer, eu sempre frequentei o SESC em Piracicaba quando morei por lá, mas depois fui para outras cidades onde não tinha, o habito se perdeu.

Um belo dia entediados do mesmo passeio, fui procurar um teatro ou coisa do tipo pra levar a delicinha, quando de repente encontro o site do SESC com uma programação bem bacana pra crianças! Uma luz no fim do túnel?

Bom, fucei fucei e lá fomos nós para o clube fazer a carteirinha, tirar foto e ver teatro com a pequena.

Foi sensacional, ela curtiu de mais, o primeiro teatro que fomos foi de fantoche e depois um musical, depois descobrimos que o Sepultura iria tocar e já emendamos a noite lá!

Pra quem tem criança e não sabe onde ir, lá é uma boa pedida porque tem atividade pra toda idade, tem piscina coberta (e separada para os bebês), lanchonete que tem opção de frutas frescas e da época, gelatina, bolo (o ultimo que provei foi o de agrião e é muuuito bom), ou seja, da pra ir pra lá tranquilo, porque além de divertir os pequenos não precisamos esquentar a cabeça com lanchinhos já que as coisas la são bem fresquinhas e naturais.

Pra quem tem crianças tem um espaço no galpão (com acesso livre para não sócios) destinado aos bebes e criança ate seis anos. É bem legal, não pode entrar de sapato, beber nem comer no espaço pra manter sempre limpinho, já que tem bebe que não anda e tals.

Espaço de Brincar/SESC Campinas

Espaço de Brincar/SESC Campinas

Bom, tem varias coisinhas legais e eu achei uma ótima opção pra dias de chuva, ou não, um lugar diferente pra levar nossos babys.

Mas quando fizer sol e você não souber pra onde ir eu vou deixar algumas ideias de parques e bosques aqui em baixo. 🙂

Sesc Campinas

R. Dom José I, 270 / 333,
Tel. (19) 3737-1500

Lagoa do Taquaral (Pq. Portugal)

Av. Heitor Penteado, s/no., Taquaral, Campinas

Tel. (19) 3256.9959

Parque das Aguas

Av. Paulo Corrêa Viana, n°765, cont. da Avenida Washington Luiz.
Bairro Parque Jambeiro

Tel. (19) 3276-7909

 

Bosque dos Jequitibás (teatro, museu, aquário, trenzinho e parque).

R. Cel. Quirino, 02 – Campinas, 13025-004

Trem Maria Fumaça

Estação Anhumas Rua Dr. Antônio Duarte da Conceição, 1.500

Tel. (19) 3207-3637

Anúncios

A ansiedade e a Creche

Amanhã começa uma nova etapa para nossa família, especialmente para a Maria Clara. Terça feira é o primeiro dia de aula e amanhã (segunda-feira) vamos conhecer a professora, encomendar uniforme, conhecer melhor a escola, a sala que ela vai ficar etc.

Maria Clara nunca acordou cedo, o mais cedo que acordou foi umas 7h. e a partir de agora teremos que acordar as 6h. todos os dias!

Há algum tempo eu tenho feito uma ‘pré-adaptação’ com ela aqui em casa, com a alimentação principalmente, alguns horários etc. Como trabalho com isso é mais fácil pra eu adaptar a rotina dela porque sabemos mais ou menos o que esperar da escola, os  horários, as regras, enfim.

Já falei algumas vezes aqui no blog , que essas ultimas semanas de “super férias” foram de grude total entre nós (eu, pequena e papai).

Fomos nos preparando e conversando MUITO com ela, explicando que agora ela vai estudar, fazer amigos e vai ter uma professora com o mesmo nome da madrinha, vai  brincar bastante na terra e voltar pra casa parecendo um tatuzinho, coisa linda!

As super férias de um ano e dez meses estão acabando, o grude entre nós também e confesso que sinto uma  sensação boa, não mais apenas aquele aperto no coração angustiado de mãe, agora é diferente, eu sinto e confio na minha delicinha e estou tranquila sabendo que ela vai entender cedo ou tarde que isso so vai trazer coisas boas para nós.

Essa semana pretendo fazer posts sobre a adaptação dela na escola e contar como estarão as coisas por aqui.

Espero vocês 🙂

Tau 111

MC na Maternidade: primeira vez que te vi e a sensação parecida de recomeço e ansiedade…

A Creche.

Pois é, ta chegando o grande dia!

O que  há um ano era especulação, hipótese, planos para o futuro, agora é realidade.

Depois de um ano de espera na fila, meu bebê vai pra creche e leva meu coração junto…

Recebemos a noticia que ela estava na lista de classificados em novembro, e gente, aquilo pareceu lista de classificação de aluno pro vestibular de medicina na USP, sério!

Tamanha ansiedade que estava. Bom, não era só ansiedade por motivo de:casa silenciosa pra que te quero, mas sim pela Maria Clara, pelo amor que eu e o pai dela sentimor por essa pequena é que estamos felizes com essa “conquista”. Ela precisa socializa, PRE-CI-SA, ela exige atenção o tempo todo, a gente percebe que ela tem muita energia pra gastar e isso não está sendo suficientemente preenchido por nós (eu e marido), ela precisa e outras crianças, brincar, desenvolver, aprender a se virar…Ela não convive com criança da idade dela aqui em Campinas e eu sei que isso ta pesando muito, então por esses e outros motivos decidimos que chegou a hora!

Chegou a hora de cortar o cordão umbilical mais uma vez, chegou a hora de desgrudar, do segundo desmame etc. sim, eu sei q vai ser mais difícil para mim, ela vai sofrer um pouco, uma semana ou duas, mas logo passa ela vai ver e sentir que aquele lugar agora também pertence a ela, os amiguinhos que vai fazer e a relação d confiança com a “pro”, tudo isso deixa ela mais segura e tranquila, mas e a mamãe aqui? É sempre mais difícil para as mães/pais largar a cria, deixar voar, soltar pro mundo…

Mas esse é o fluxo da vida, da nossa vida e da vida individual da Maria Clara.

Uma cidadã que tem RG e vai pra creche, meu bebê não é mais um bebê , só falta o passaporte rsrs.

Estou com o coração na mao : fato. Mas ao mesmo tempo feliz, aliviada por saber que esse ano sera um novo ano cheio de novidade e coisa boa. Mal posso esperar para ver as atividades que ela vai fazer, o desenvolvimento decolando já que agora ela vai ter q ser muito mais independente do que já é, as historias, briguinhas e amigos que ela vai fazer.

Há em mim uma pontinha de alivio também, aquela coisa de “ate que enfim vou poder descansar de criança um pouco” – hahaha vai nessa – capaz de ficar sentada na frente da escola esperando o horário de saída enquanto ela brinca e não quer saber da mamãe aqui.

Tomara! Tomara que ela se solte, que ela aproveite e que eu saiba conduzir isso da melhor maneira possível.

O coração aperta, as borboletas no estomago estão a mil e eu sinto aquele famoso “gelo” na barriga, alias, do pé ate a espinha! Mas é assim mesmo, é um caminho novo e tudo que é novo assusta, mas pra crescer precisamos disso, então… vamos nessa!

Agora a data é certa, vamos conhecer a professora e a sala dela dia 04 de fevereiro e o papai vai junto – ebaaa- dia 5 começa o ano letivo e a adaptação dela, ai vai ser eu , MC e a profe.

Pretendo seguir o tempo dela, estarei disponível por quanto tempo ela precisar na adaptação, quero que seja da melhor forma possível e será! ♥

Semana que vem eu conto como foi a reunião e o primeiro dia com a mochila da “pecesa” que ela mesma escolheu  ^^

Beijos

DSC03547

{Vídeo Patrocinado} Hoje eu quero ser…

Quem nunca ouviu aquela pergunta clichê: “O que você quer ser quando crescer?”.

Bom, se fosse uma serelepe metida a Mafalda, eu diria que gostaria de ser… Adulto. Não? Ok…Não, tá bom!

Sempre ouvia esse tipo de pergunta ate o dia que minha profe querida so que não disse que eu seria uma ótima veterinária. Olha, gostei! De fato eu adorava animais, cavalo, gato, cachorro, periquito, etc. A minha infelicidade foi perguntar a ela o porquê desse palpite tão convicto, ela me responde: “Porque com essa sua letra feia, só bicho vai entender.”

Processo? Choro? Traumatizo?

Gente, isso foi na 2ª série em meio a uma reunião de pais, precisava falar assim? :(

Bom, #mimimi de lado, eu segui minha vida feliz e tranquila, odiando aquela professora  e resolvi que queria ser executiva, assinar papeis o dia todo e no meu escritório ficariam meus 3 cachorros, 2 gatos e 1 papagaio. Bom, não rolou e logo eu percebi que isso seria muitooo chato!

Já quis ser nadadora, veterinária (ate o fatídico episodio da professora insensível), executiva, médica, pintora, escritora e o caramba a quatro. E olha só, resolvi ser Pedagoga. Acho que é por pura praga e vingança da segunda serie rs (rancor? Não guardo!)

É inevitável criar expectativas em cima dos filhos, imaginar e perguntar a todo instante o que querem ser quando crescer, mas, e experimentar, alguém já disse: “Escolha o que você quer ser hoje, vamos experimentar”?

Maria Clara é espoleta, adora provar de tudo, já fizemos atividade com giz, tinta em diversos papéis e lugares inclusive na minha parede, já brincamos de argila, ela sempre ajuda a fazer o ‘papá’, já fizemos muita arte, mas claro que ainda é muito cedo pra ela se quer pensar no que vai ser quando crescer.

Meu papel de mãe coruja e educadora enrustida é a deixar ser livre para experimentar, sentir, ser livre sem medo de se soltar, por que isso com certeza vai influenciar no futuro dela.

Não tenha medo de deixar seu filho se jogar na lama, rolar na terra vermelha, sujar as meias de graxa. Deixe-o ajudar, se sentir útil e provar de tudo!

Pensando nas crianças e nas maneiras de incentivo e experimentação a Omo lançou uma campanha sobre as diferentes profissões onde as crianças são encorajadas a sair e experienciá-las, enquanto se sujam no processo – mas isso não é um problema, já que o OMO vai limpar tudo depois mesmo! Os vídeos também trazem planilhas de atividade para que as crianças experimentem as profissões em casa.

Incentive suas crianças a brincar lá fora.

Assistam ao vídeo juntos e divirtam-se nas ideias e maneiras de brincar e aprender junto com o filhote:

brandBarRightImage_6808_v1


Curta o OMO no Facebook 

Esse post é patrocinado pela  Omo  logo-pt_BR

À Maria Clara: um novo passo, uma nova fase.

E de repente você cresceu.

Foi acontecendo devagar, eu acho, mas olhando o quanto você desenvolveu e cresceu eu fico até emocionada.

De repente você nasceu, saiu de dentro de mim aí mamou do meu leite, o alimento que eu produzi pra você, só eu poderia fazer aquilo e como foi bom!

Passaram alguns meses e você conversava com a gente, sorria quando nos olhava e já reconhecia algumas vozes das pessoas que víamos com mais frequência.

E então começaram os avanços mais notáveis: com 3 meses já queria levantar a cabeça, de bruços ficava parecendo uma tartaruga com aquele pescoção pra cima olhando tudo rsrs. Com 5 meses queria sentar sozinha, abusada! Começou a comer papinha porque a mamãe teve que voltar pra faculdade:( , com 6 meses sentou sozinha, com 8 aprendeu a bater palma, com 9 os dentes começaram a apontar, você desmamou sozinha mas em compensação falou ‘mamã’ pela primeira vez!Com 11 meses andou, com 1 ano já andava e ensaiava correr pra lá e pra cá com seu ‘lalá’ (velotrol).

De repente aquele bebê que não alcançava a mesa, ficava na ponta dos pés pra ver o que tinha lá em cima sumiu! Deu lugar a um bebê que alcança tudo, que sobe e pula na cama, um bebe que fala, fala e como fala! Minha matraca trica ♥

Aquele bebe que mamava, babava e cag… fazia cocô, deu lugar a uma criança. É… Agora você é uma criança pequena não mais um bebê!

Foi tudo assim rápido, mas intenso.

Eu pude aproveitar você durante quase dois anos de grude e agora chegou a hora, a minha e a sua, as necessidades estão gritando e precisamos dar mais um passo.

Chegou a hora de você conhecer o mundo através das suas experiências bebezísticas e sem a mamãe grudada a todo instante.

Um novo ano começa e uma nova vida também, vamos desgrudar e cortar o cordão umbilical de novo.

Vai doer no começo, vai ser difícil pra mim e pra você, mas já passamos por tantos avanços, tanto aprendizado, que eu tenho certeza que esse vai ser tão bom quanto, tenho certeza!

Vamos desgrudar um pouco, mas sempre estarei aqui e serei sua mami.

Te amo. Segure minha mão e vamos lá!

Ao infinito e além ;D

Com amor, mamãe.

Tau 196